Salvador - 19 de outubro de 2017
10 de outubro de 2017 - 11:40

Turismo baiano busca alternativas para superar crise hoteleira

ABIH-BA anunciou quatro eventos com objetivo de iniciar retomada do setor; um deles movimentará cerca de R$ 30 mi em negócios

Para que um hotel consiga se manter, o mínimo de ocupação dos leitos deve ser de 65% no mês. No entanto, desde 2013, a média das unidades hoteleiras de Salvador é de 59%. A explicação reúne uma série de fatores que desvalorizaram o turismo na capital baiana, como a falta do Centro de Convenções e o “abandono” do Aeroporto Internacional. É o que afirma o presidente da Associação Brasileira da Indústria de Hotéis da Bahia (ABIH-BA), Glicério Lemos.

Buscando mudar o atual cenário soteropolitano, a ABIH-BA lançou nesta segunda-feira (9) quatro eventos que serão realizados até o final do ano com o intuito de recuperar o mercado turístico de Salvador. Apenas um desses eventos promete movimentar cerca de R$ 30 milhões em negócios na capital.

O projeto ABIH Road Show, que busca capacitar agentes de viagens e operadores sobre o turismo em Salvador, já foi realizado em cinco cidades – São Paulo e Campinas (SP), Bogotá, na Colômbia, e Buenos Aires e Córdoba, na Argentina – e será realizado ainda, até o final do ano, em Porto Alegre, Rio de Janeiro, Belo Horizonte e Brasília.

Glicério Lemos, presidente da ABIH-BA, durante anúncio de eventos em Salvador(Foto: Almiro Lopes/CORREIO)

O evento conta com a parceria da Secretaria Municipal de Cultura e Turismo (Secult) e da companhia aérea Avianca. Com média de interesse em 22 hotéis por cidade, o projeto busca atualizar os membros do trade sobre os atraentes pontos turísticos de Salvador.

Outro evento é o ABIH Salvador Farm Show que vai acontecer entre 18 a 22 de outubro na cidade e irá apresentar a 60 operadores os atrativos de Salvador. “Eles irão conhecer os pontos turísticos, hotéis e restaurantes e ver a nova realidade de Salvador, que ganhou a nova orla, museus e atrativos”, explicou Lemos.

No dia 19, no Fera Palace Hotel, Centro Histórico, o “Roda de Negócios ABIH Bahia” ocorrerá, reunindo compradores e vendedores do destino Salvador. O evento foi responsável pelo fechamento de negócios na ordem de R$ 15 milhões em 2016 e a expectativa do trade é que em 2017 feche em R$ 30 milhões.

Outro evento nos planos da associação é o Fórum de Hotelaria e Turismo da Bahia, que trará palestrantes nacionais para abordar temas como perspectiva da hotelaria para o próximo ano, destinos sustentáveis, vendas e lucratividade na hotelaria. Já o Curso Revenue Management (RM) abrirá 50 vagas para capacitações.

“O turismo impacta diretamente em 53 setores da economia e é responsável por 22% do PIB de Salvador, e 11% da Bahia. Nós precisamos fazer investimentos para que o cenário mude. Para melhorar, é necessário o funcionamento de um Centro de Convenções, melhores condições do Aeroporto e uma melhor divulgação da imagem de Salvador”, avaliou Glicério Lemos. Para ele, a capital, com quase 3 milhões de habitantes, “deveria ter uns 3 Centros de Convenções”. “Mas a gente não consegue a parceria do governo nem para esses eventos que fazemos aqui. Eles precisam entender a importância do turismo para o estado”, completou.

Fechando o ciclo e buscando capacitar os membros do trade, o Fórum ABIH Bahia acontecerá no dia 22 de novembro, no Fiesta Convention Center com o tema “Inovação e Sustentabilidade”. Temas como Perspectivas da Hotelaria para 2018, Destinos Sustentáveis, Vendas e Lucratividade na Hotelaria e a importância de um Centro de Convenções para o segmento serão abordados no evento.

Um curso fechado para 50 membros da hotelaria ainda irá ocorrer nos dias 23 e 24 de novembro com a consultora Gabriela Otto. As inscrições para os eventos devem ser realizadas no site da entidade: www.abihbahia.org.br.

Fonte: Jornal Correio da Bahia.

Deixe seu comentário
Equipe Responsável
Revistas