acb

Augusto Aras discursa na ACB em homenagem aos 50 anos da Tribuna da Bahia

  • 22 de outubro de 2019 - 08:59

O Salão Nobre da Associação Comercial da Bahia escreveu mais uma importante página da sua história de 208 anos na noite desta segunda-feira, 21, quando abriu suas portas para a cerimônia em comemoração aos 50 anos de fundação do jornal Tribuna da Bahia. O procurador-geral da República, Augusto Aras, foi o convidado de honra do evento.

Ao proferir saudação de boas-vindas aos convidados, o presidente da ACB, Mário Dantas, demonstrou toda sua satisfação em abrigar o evento na entidade. “Assim como a Associação Comercial da Bahia, a Tribuna da Bahia também se mostrou sempre como uma imprensa associada ao desenvolvimento do estado da Bahia. Por isso a nossa satisfação em acolher a comemoração de 50 anos de um veículo de comunicação jovem”, elogiou.

Ao discursar para um grande público formado por empresários, magistrandos, políticos, jornalistas, autoridades militares e acadêmicos, Aras enalteceu a Tribuna da Bahia enquanto jornal imparcial e independente, que continuamente investe em inovação por meio de conceitos gráficos, variado conteúdo e espaço crítico ampliado. “Ao longo de seus 50 anos, a Tribuna se destacou pela objetividade, pelo amor à liberdade e pela universalização do saber. É referência no jornalismo analítico no estado e destacado formador de opinião”, destacou.

A liberdade de imprensa e os valores democráticos também foram destacados por Augusto Aras. Como salientou, na condição de membro do Ministério Público Federal (MPF) e de presidente do Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP), tem o dever constitucional de zelar pelos princípios que fundamentam e defendem a República. “A imprensa livre é um dos suportes da democracia. Por isso, o regime democrático, em especial, o Ministério Público Federal, tem de zelar pela liberdade de expressão, de manifestação e de pensamento, por meio de seu maior pilar, a imprensa, sendo dever de todos os órgãos defendê-la a qualquer custo. Não é uma dádiva que se oferece à sociedade, mas um dever indeclinável”, afirmou o PGR.

O presidente da Tribuna, Walter Pinheiro, destacou que a publicação acompanha a evolução da sociedade baiana ao longo destes 50anos. “Há 50 anos Salvador abrigava cerca de um milhão de habitantes, tinha menos de 100 mil veículos e apenas cinco emissoras de rádio, todas AM. Canal de televisão até então só havia um, a TV Itapoan. Após isso, chegou a TV Aratu, também em 1969, irmã siamesa da Tribuna”, relembrou.

Membro do Conselho Superior da ACB, o jornalista e empresário Joaci Góes, que durante 27 anos esteve à frente do jornal, ressaltou a relevância que a Tribuna mantém no meio político. “Para mim, a Tribuna é como se fosse uma catedral que é construída ao longo de gerações. Cada operário, cada arquiteto, cada administrador, cada um que colocou um tijolo neste edifício que resiste ao tempo, tem todos os motivos para se sentir feliz com uma festa dessa envergadura, que nunca houve do gênero na Bahia. Um órgão celebrar 50 anos com toda essa expressão que vimos aqui hoje”, destacou.

Texto: Antônio Nykiel

Comentários

Equipe responsável

  • Maiara Chaves de Oliveira
    Secretária Executiva

    Maiza Almeida
    Secretária Executiva
  • www.acbahia.com.br
    presidencia@acbahia.com.br
    secretariadadiretoria@acbahia.com.br
    comissoestematicas@acbahia.com.br
    71 - 3242 4455
    71 - 99964 5725

Galeria de Fotos

  • Ops! Por hora não há galeria de fotos publicadas.
Outras Galerias

Vídeos

  • Ops! Por hora não há vídeos publicados.
Assistir todos