home

Covid-19: Gestores baianos propõem medidas para amenizar impactos na economia

  • 23 de março de 2020 - 08:40

Grupo é liderado pelo empresário Carlos Falcão – Foto: Joá Souza | Ag. A TARDE

Mais de 250 gestores baianos que fazem parte do Grupo Business Bahia discutiram, neste fim de semana, proposições para amortecer impactos na economia baiana e brasileira, por causa do avanço do coronavírus. O grupo, que tem dois anos de fundação e é liderado pelo empresário Carlos Falcão, lançou propostas que alcançam todas as esferas de governo.

Dentre as 12 medidas sugeridas estão limitar à taxa Selic para cobrança de juros em cheque especial, empréstimo pessoal, cartão de crédito, financiamentos pelo prazo de 120 dias e disponibilizar linhas de crédito emergenciais na Desenbahia e BNB para micro e pequenas empresas no limite da taxa Selic.

Em relação ao meio político, o grupo propôs prorrogar mandatos e transferir a eleição municipal de 2020 por pelo menos seis meses e utilizar 100% dos recursos do Fundo Partidário para o combate ao coronavírus e assistência aos desempregados decorrentes da crise entre outras medidas pro sanidade socioeconômica.

Reduzir 70% os encargos sociais sobre a folha de pagamento das empresas que não demitirem nos próximos 90 dias; conceder diferimento de 4 meses para as contas de água e energia; isentar  todos os impostos sobre os itens da cesta básica; reduzir carga horária e salários de todos funcionários públicos, dos três poderes, exceto aqueles os envolvidos no combate ao coronavírus e cancelar até dezembro deste ano os benefícios pessoais pagos pelo Estado a todos os funcionários públicos, tais como: auxílio-moradia e auxílio-viagem, também estão entre as propostas.

“Além de sugestões práticas para minimizar os efeitos da pandemia na economia, também reivindicamos que os agentes públicos deem a sua cota de contribuição, na mesma proporção do que está sendo exigido das pessoas e empresas”  explica Carlos Falcão.

Os gestores ainda propõem a prorrogação por 90 dias os prazos para apresentação das declarações do IRPF e IRPJ; a suspensão da cobrança do ICMS antecipado até 31 de dezembro deste ano, além de redução da pauta na cobrança de ICMS sobre combustíveis, em função da redução de preço da Petrobras.

 

Fonte: Jornal A Tarde

Comentários

Equipe responsável

  • Maiara Chaves de Oliveira
    Secretária Executiva

    Maiza Almeida
    Secretária Executiva
  • www.acbahia.com.br
    presidencia@acbahia.com.br
    secretariadadiretoria@acbahia.com.br
    comissoestematicas@acbahia.com.br
    71 - 3242 4455
    71 - 99964 5725

Galeria de Fotos

  • Ops! Por hora não há galeria de fotos publicadas.
Outras Galerias

Vídeos

  • Ops! Por hora não há vídeos publicados.
Assistir todos