noticias

DESEMPREGO CRESCENTE – REFLEXÃO

  • 08 de setembro de 2016 - 17:22

AURÉLIO PIRES Advogado – Diretor 1º Secretário da ACB

Os Governantes brasileiros, e em particular os do Estado da Bahia, devem se conscientizar da necessidade de envidar esforços, no sentido de senão eliminar, diminuir ou pelo menos estancar a taxa de desemprego, da Região Metropolitana de Salvador, a qual, de 24,8%, em Junho, cresceu para 25,7% em Julho, da População Economicamente Ativa – PEA – segundo nota divulgada pelo Sistema de Emprego e Desemprego, da SEP (Superintendência de Estudos Econômicos e Sociais da Bahia) em parceria com o DIEESE, SETRE e SEADE.

Estimado em cerca de 487 mil pessoas (22 mil a mais do que no mês anterior) o contingente de desempregados aumentou em decorrência do crescimento da PEA (aumentou 19 mil pessoas). Por sua vez, o contingente de ocupados, registrou um pequeno acréscimo na atividade da Indústria de Transformação, no Comércio e Reparação de Veículos Automotores e Motocicletas, e um mínimo na Construção Civil, havendo a redução acentuada na atividade de serviços, decréscimo esse da ocupação no Setor Privado, com Carteira assinada (19 mil), e sem Carteira assinada (3 mil), com um declínio de empregados domésticos. Em contrapartida houve aumento no contingente de trabalhadores autônomos, e donos de negócios familiares.

Os resultados dessa pesquisa são preocupantes, pois vem em ritmo de crescimento, cumprindo a classe empregadora criar mecanismos para enfrentá-lo, no que a ASSOCIAÇÃO COMERCIAL DA BAHIA, conclama toda a classe empresarial, para criar condições de desenvolvimento, pois ensina o bordão, que “da crise das lágrimas, criaram-se lenços”.

Esses resultados, produzem informações sobre a estrutura e a dinâmica do mercado de trabalho na Região Metropolitana do Salvador, podendo estimular reflexão na área patronal de que a solução para a crise global, que se enfrenta, não passa necessariamente pela redução do quadro de trabalhadores, já que a legislação permite redução da carga horária de trabalho e consequente de salário, flexibilização de atividades e outras medidas, que permitem, com menos custos, a permanência do vinculo. As informações produzidas, provocam a atuação dos gestores e estudiosos do mercado de trabalho, para a tomada de decisões não só na área de relação de empregos, mas também, no campo econômico e político social, de um modo geral.

Os artigos publicados são de inteira responsabilidade de seus autores.

Comentários

Equipe responsável

  • Maiara Chaves de Oliveira
    Secretária Executiva

    Maiza Almeida
    Secretária Executiva
  • www.acbahia.com.br
    presidencia@acbahia.com.br
    secretariadadiretoria@acbahia.com.br
    comissoestematicas@acbahia.com.br
    71 - 3242 4455
    71 - 99964 5725

Galeria de Fotos

  • Ops! Por hora não há galeria de fotos publicadas.
Outras Galerias

Vídeos

  • Ops! Por hora não há vídeos publicados.
Assistir todos