artigos

Em caso de dúvida, arremeta.

ACB OPINIÃO 345

  • 04 de fevereiro de 2019 - 08:40

Adary Oliveira – Presidente da ACB

 

Conheci a expressão que serve de título para este artigo quando era aluno da EPCAr na Escola de Aeronáutica, no Rio de Janeiro. Treinava para solar o Foker T21 e na hora do pouso recebia a essa recomendação do instrutor. Isso podia acontecer quando surgia algo não previsto no momento de aproximação para aterragem, como o surgimento de um pássaro, a invasão da pista por um animal, ou mesmo por inesperada rajada de vento.

Até hoje uso o conselho quando estou indeciso sobre o que fazer. Costumo sair de casa para minhas caminhadas matinais às 5h. Se percebo que pode chover, não vou. Se fico com dúvida, também não vou. Prefiro faltar aos exercícios do que correr o risco de contrair um resfriado que traz outras complicações demoradas de sarar.

A regra também é aplicada no mundo dos negócios. Se você tem dúvida da sua viabilidade econômica e financeira, ou mesmo se pode causar um distúrbio ao meio ambiente, desista. Não dê um salto no escuro, faça antes uma análise criteriosa dos diversos aspectos que envolve as funções de produção, marketing, finanças e administração geral. No meu tempo de professor, costumava orientar meus alunos da disciplina Desenvolvimento de Negócios ensinando-lhes a elaborar um Plano de Negócio (PN), seguindo um passo a passo com 17 itens. A seguir algumas das recomendações:

Ao definir os principais objetivos do PN fixe metas a serem atingidas no longo prazo. Ao descrever o negócio que deseja empreender, cite suas principais características, avalie alternativas, identifique os riscos e probabilidade de sucesso. Ao descrever os produtos do seu negócio, bens ou serviços, defina suas características, especificações técnicas e relacione as medidas que deverão ser tomadas para garantir uma qualidade boa e uniforme.

No estudo de mercado, examine a demanda levantando informações sobre os mercados alvo descrevendo suas estruturas de comercialização (agentes, importadores, atacadistas e varejistas) e fazendo projeção de consumo baseada em dados estatísticos e observações. Ao analisar a oferta, relacione os principais fabricantes buscando informações sobre os mercados atendidos, problemas enfrentados, adversidades ocorridas e laborando projeção da oferta baseada em dados coletados e outras considerações. Desenhe uma projeção do balanço oferta x demanda.

Em todo o PN, o item de maior sensibilidade é o preço. Faça levantamento dos preços praticados nos mercados, estude seu comportamento ao longo do tempo e teça comentários sobre margens de contribuição e rentabilidade. Ao elaborar o plano de marketing, considere os principais objetivos mercadológicos, oportunidades de negócio, estratégia de marketing e marketing mix.

No estudo da localização, avalie as diversas alternativas de macro e microlocalização, considerando a disponibilidade de matérias primas e insumos, oferta de mão de obra, logística, custo de transporte, infraestrutura das comunicações, utilidades, proteção ambiental, custo operacional e valor dos investimentos.

Lembre-se da importância fundamental dos recursos materiais, humanos e financeiros. Nos materiais preocupe-se com a tecnologia, processo produtivo, capacidade de produção, seleção de máquinas e equipamentos, obras de engenharia civil, montagem e pré-operação. Em relação aos recursos humanos não deixe de estudar as precisões de treinamento e capacitação profissional. Quanto aos financeiros, estime as necessidades de recursos necessários à realização do negócio (ativo fixo e capital de giro) e faça um quadro de usos e fontes.

Não deixe de fora do PN observações sobre fornecedores dos bens e serviços que vão ser adquiridos na fase operacional e não esqueça de descrever as atividades funcionais representadas pelo pessoal de direção, supervisores e demais colaboradores, com o objetivo de coordenar e controlar o rendimento do negócio e alcançar os objetivos comerciais.

Finalmente, faça uma projeção das vendas, uma projeção de custos e feche o PN com uma projeção do fluxo de caixa. Ele vai lhe permitir o cálculo do valor presente líquido, da taxa interna de retorno e de saber se o negócio é viável ou não. Não se esqueça de arquivar os documentos constitutivos da memória do PN. E, lembre-se, em caso de dúvida, arremeta.

Comentários

Equipe responsável

  • Maiara Chaves de Oliveira
    Secretária Executiva

    Maiza Almeida
    Secretária Executiva
  • www.acbahia.com.br
    presidencia@acbahia.com.br
    secretariadadiretoria@acbahia.com.br
    comissoestematicas@acbahia.com.br
    71 - 3242 4455
    71 - 99964 5725

Galeria de Fotos

  • Ops! Por hora não há galeria de fotos publicadas.
Outras Galerias

Vídeos

  • Ops! Por hora não há vídeos publicados.
Assistir todos