acb

Live da ACB mostra que educação pública de qualidade é possível

  • 21 de outubro de 2021 - 10:06

O diretor executivo da Associação Bem Comum, professor Veveu Arruda, participou do Primeiro Ciclo de Debates do Núcleo de Educação e Cultura da Associação Comercial da Bahia (ACB), nesta quarta-feira (20), com o tema “O Direito de Aprender no Semiárido Brasileiro: Compartilhando a Experiência de Sobral – CE”. Durante o encontro, foram apresentadas algumas das estratégias para que “todas as crianças e adolescentes cearenses estejam nas escolas, nelas permaneçam e efetivamente aprendam e progridam.”

“Sobral é a prova de que é possível a melhoria dos indicadores educacionais em um contexto de pobreza dos estudantes. O que precisamos é compromisso social para reverter esta situação da educação no nosso país. E quando eu vejo exemplos como a Associação Comercial da Bahia e o Movimento Via Cidadã se mobilizando por esta causa, é como água e adubo para a nossa esperança”, destacou o educador.

Dentre as abordagens trazidas por Veveu Arruda, destacam-se a educação como política de Estado e não de Governo, implementada por uma postura republicana, somando e engajando forças políticas, econômicas e sociais, com foco na aprendizagem e suporte em avaliação e acompanhamento, formação de gestores e professores, material didático estruturado e fortalecimento da gestão municipal e escolar.

Idealizador de programas como Educar Pra Valer e Alfabetização em Regime de Colaboração, em parceria com a Fundação Lemann e o Instituto Natura, Arruda ocupou cargos como Secretário da Cultura e Mobilização Social, Vice-Prefeito e Prefeito do município de Sobral, no Ceará, período em que alcançou resultados como a melhor rede pública municipal brasileira, conforme o IOEB (Índice de Oportunidade da Educação Brasileira), em 2015, e o maior IDEB (Índice de Desenvolvimento da Educação Básica) entre todos os 5.574 municípios do país, em 2016.

Antes disso, Sobral enfrentava os mesmos problemas estruturais da grande maioria dos municípios do Brasil: altas taxas de abandono escolar, grande distorção entre a idade e a série dos alunos, ineficiência da gestão pública e baixa oferta de professores capacitados. Em 2001, a gestão municipal colocou como meta a erradicação do analfabetismo infantil e adotou um sistema de monitoramento de alunos e professores.

Como detalhou o professor, a política municipal de educação em Sobral foi fundamentada em três eixos: fortalecimento da gestão escolar, que visa alinhar a proposta curricular entre as escolas e traçar um plano com avaliações e metas de aprendizagem, fortalecimento da gestão pedagógica, para o desenvolvimento de liderança no ambiente da escola e fomento de iniciativas dos diretores no apoio aos professores e na gestão da escola, e valorização do magistério, que busca analisar, apoiar, reconhecer e disseminar boas práticas docentes.

Mais tarde, estas ações foram implementadas nos municípios vizinhos e, em 2007, inspirou a criação do Programa de Alfabetização na Idade Certa (Paic) no Ceará, com o objetivo de promover a alfabetização das crianças até o 2º ano do ensino fundamental em todo estado.

Coordenador do Núcleo de Educação e Cultura da ACB, o professor Ney Campello classificou o encontro como um momento muito rico e com a exposição de vasto conhecimento sobre um tema que tem que fazer parte da agenda estratégica do país. “O professor Veveu Arruda nos apresentou uma aula importante, especialmente para todos que desejam refletir sobre a educação e que de alguma forma queiram contribuir para esta necessária mudança”, celebrou.

Já o vice-presidente da ACB e coordenador do Movimento Via Cidadã, Paulo Cavalcanti, destacou o debate como um importante fórum para estimular a classe empresarial a se engajar e assumir a sua parcela de responsabilidade para a superação da perversa realidade escolar brasileira, contribuindo assim com a promoção do desenvolvimento econômico e social. “A classe empresarial conseguirá fazer muito mais pelo país a partir do momento em que passar a contribuir efetivamente com a gestão da educação pública”, convocou.

Comentários

Equipe responsável

  • Maiara Chaves de Oliveira
    Secretária Executiva

    Maiza Almeida
    Secretária Executiva
  • www.acbahia.com.br
    presidencia@acbahia.com.br
    secretariadadiretoria@acbahia.com.br
    comissoestematicas@acbahia.com.br
    71 - 3242 4455
    71 - 99964 5725

Galeria de Fotos

  • Ops! Por hora não há galeria de fotos publicadas.
Outras Galerias

Vídeos

  • Ops! Por hora não há vídeos publicados.
Assistir todos