home

Mais 5 monumentos recebem placas virtuais que contam suas histórias

Símbolos ficam no Centro de Salvador; textos podem ser acessados por celular

  • 31 de outubro de 2017 - 13:01

Obelisco na Praça da Aclamação, em frente ao Palácio da Aclamação, ganhou QRCode (Foto: Angeluci Figueiredo/Arquivo CORREIO)

 

Os novos monumentos que receberam as placas com QRCode são o busto e o obelisco de D. João VI, localizados na Praça da Aclamação; o busto de L. L. Zamenhof, no Largo de São Bento; o Relógio de São Pedro e a estátua de Barão do Rio Branco todos ao longo ou na região da Avenida Sete de Setembro.

As placas transportam o usuário, através da leitura por dispositivos móveis do código QRCode, a uma ficha com dados e resumo sobre o personagem ou evento retratado na obra em três idiomas: português, inglês e espanhol.

A ação é promovida pela Prefeitura, através da Fundação Gregório de Mattos (FGM) e em parceria com a Companhia de Desenvolvimento Urbano de Salvador (Desal). O #Reconectar pretende valorizar o patrimônio cultural da capital. Até o fim do ano, serão contemplados ao todo 20 monumentos, sendo priorizados aqueles localizados na região do Centro Histórico ou que passaram por algum tipo de intervenção de conservação ou restauro.

De acordo com a diretora de Patrimônio e Humanidades da FGM, Milena Tavares, este trabalho visa o resgate de informações dos monumentos e, além de agregar conhecimento, também aproxima os cidadãos da história de Salvador. “Pretendemos ampliar a informação acerca das referências culturais da cidade de uma forma lúdica, tecnológica e interativa, favorecendo que o cidadão estabeleça identificação com a peça. Entendemos a proposta como um convite para que o cidadão estabeleça maior entendimento acerca da história da própria cidade, propondo que a população se interesse em preservar o patrimônio”, afirmou a gestora, em nota divulgada pela Prefeitura.

Monumentos já codificados
A cada mês, cinco monumentos são identificados com o #Reconectar. Os cinco primeiros a receber QRCode em agosto foram a estátua de Castro Alves, situada em praça homônima; o busto de Dom Pero Fernandes Sardinha e a estátua Zumbi dos Palmares, na Praça da Sé; a estátua Thomé de Souza, localizada em frente ao Elevador Lacerda (na parte alta); e a estátua Visconde de Cairu, localizada na praça de mesmo nome. Em setembro, o projeto contemplou os monumentos Cruz Caída e Fonte Cibernética, ambos situados na Praça da Sé; o busto de Dodô e Osmar, na Rua Chile – em frente à Praça Castro Alves –; o busto de Manuel da Nóbrega, em frente à Igreja Nossa Senhora da Ajuda, na Rua da Ajuda, e a Cruz do Pascoal, no Largo da Cruz do Pascoal, no Santo Antônio Além do Carmo.

Para os turistas, o recurso também tem sido interessante, já que as fichas ofertam informações precisas acerca dos bens culturais e permite aos visitantes mais autonomia no passeio. Para ter acesso à ficha de informações, basta aproximar um celular ou tablet com leitor para esse tipo de código, sendo que nos aparelhos mais recentes, a própria câmera fotográfica já faz a leitura. A ação #Reconectar foi lançada em 17 de agosto, Dia do Patrimônio Histórico Nacional, e integra o programa Salvador Memória Viva da FGM.

Fonte: Jornal Correio da Bahia.

 

Comentários

Equipe responsável

  • Maiara Chaves de Oliveira
    Secretária Executiva

    Maiza Almeida
    Secretária Executiva
  • www.acbahia.com.br
    presidencia@acbahia.com.br
    secretariadadiretoria@acbahia.com.br
    comissoestematicas@acbahia.com.br
    71 - 3242 4455
    71 - 99964 5725

Galeria de Fotos

  • Ops! Por hora não há galeria de fotos publicadas.
Outras Galerias

Vídeos

  • Ops! Por hora não há vídeos publicados.
Assistir todos