noticias

Metrô de Salvador é apresentado na ACB

  • 18 de agosto de 2016 - 20:19

A Associação Comercial da Bahia recebeu as visitas do presidente da Companhia de Transportes da Bahia (CTB), Eduardo Copello, e do diretor presidente da CCR Metrô Bahia, Luís Valença, para apresentarem o Programa de Mobilidade Urbana Sustentável para Salvador e Região Metropolitana. O encontro aconteceu durante Reunião de Diretoria da ACB, na quinta-feira, 18 de agosto.

Salvador, segundo dados de março deste ano, está em segundo lugar no ranking de cidades brasileiras mais engarrafadas. Com a conclusão das obras da Linha 2 do metrô, que liga o Acesso Norte ao aeroporto, em 2017, o roteiro, que dura entre uma hora e uma hora e trinta minuto, em horário de pico, será feito em 27minutos. Já o translado entre a Lapa e Pirajá, hoje é feito em apenas 18 minutos.

Segundo Copello, a chegada do metrô introduziu uma nova cultura do transporte na capital. O passageiro do ônibus, que antes dependia do fluxo do trânsito para pegar o veículo na hora indicada pelo itinerário, atualmente pode chegar a seu destino de maneira mais cômoda e com agilidade.

“A expectativa é de que o metrô de Salvador seja referência nacional em bom atendimento ao passageiro. Para isso, conta com climatização, materiais e agentes preparados para atendimentos de primeiros-socorros. As estações e trens têm vagões e escadas rolantes espaçosos que facilitam o deslocamento das cadeiras, painéis, pisos e elevadores equipados com todos os requisitos físicos para as normas de acessibilidade”, enfatiza Copello.

Durante a visita, Copello ainda apresentou outras intervenções de mobilidade urbana, como viadutos, novas vias, VLT e integração da RMS por trens de passageiros.

CCR Metrô

A operação plena do metrô significa também mais qualidade de vida, com mais opções de horários de deslocamento para trabalho ou lazer, com conforto e segurança e de maneira sustentável, em um modal de transporte não poluente, que contribui para a redução de emissões de CO².

Até 2017, a CCR Metrô Bahia terá 34 novos trens de quatro carros cada, totalizando 40 composições. Quando a Linha 2 estiver em operação, o intervalo entre os trens pode ser reduzido para três minutos.

De acordo com o diretor-presidente da CCR Metrô Bahia, Luis Valença, em dois anos de operação, o metrô já realizou 16 milhões de embarques. “Temos 300 agentes de segurança e nenhum incidente de segurança pública foi registrado. Esse centro de controle é capaz, com essa equipe, de operacionalizar tudo isso de forma automática, segura e pontual. O metrô é de fato seguro, limpo e confortável”, afirma.

Às oito estações da Linha 1 que já estão em funcionamento vão se somar as 12 estações da Linha 2 que estão sendo construídas, além de outras três que terão as obras iniciadas. “Serão 41 quilômetros de linhas e uma frota de 40 trens. Hoje operamos com intervalos de seis minutos no horário de pico, o que nos dá uma capacidade de 200 mil passageiros por dia. Cada trem tem capacidade para mil passageiros. Nossa expectativa é reduzir esse prazo em três minutos, ou seja, teremos um trem a cada três minutos no horário de pico”, acrescenta Luis Valença.

Comentários

Equipe responsável

  • Maiara Chaves de Oliveira
    Secretária Executiva

    Maiza Almeida
    Secretária Executiva
  • www.acbahia.com.br
    presidencia@acbahia.com.br
    secretariadadiretoria@acbahia.com.br
    comissoestematicas@acbahia.com.br
    71 - 3242 4455
    71 - 99964 5725

Galeria de Fotos

  • Ops! Por hora não há galeria de fotos publicadas.
Outras Galerias

Vídeos

  • Ops! Por hora não há vídeos publicados.
Assistir todos