home

Portos profundos na Baia de Todos os Santos na pauta da ACB

  • 20 de abril de 2018 - 08:38

O arquiteto Lourenço do Prado Valladares visitou a Associação Comercial da Bahia nesta quinta-feira, 19/04, quando fez exposição sobre a viabilidade dos portos profundos e naturalmente abrigados na Baía de Todos os Santos. Além das características geográficas e ambientais, o público conheceu ainda as vantagens de logística, operação e manutenção que a “capital da Amazônia Azul” oferece.

Com autorização da Presidência da República, o escritório Prado Valladares vem desenvolvendo o projeto Porto-Travessia, uma alternativa de ligação das margens da Baía de Todos os Santos, que engloba a possibilidade de implantação de dois portos offshore, com interligações logísticas rodoviárias e ferroviárias.

“A Secretaria dos Portos da Presidência da República já nos concedeu a anuência para desenvolver os estudos. A orientação agora é para que sejam firmados demonstrações de apoios institucionais com estado, prefeituras e também as associações empresariais e industriais”, destacou o arquiteto.

Citando exemplos bem desenvolvidos ao redor do mundo, como Cingapura e Veneza, que se destacam pelo alto potencial tecnológico e logístico a custos reduzidos, a ideia de Prado Valadares é a implementação de um projeto de grande escala que recoloca a Baía de Todos os Santos como a principal zona portuária do Oceano Atlântico Sul e de maior potencial de desenvolvimento.

“Vamos potencializar a plena utilização das propriedades naturais da Baia, apresentando um projeto de baixo impacto ambiental em relação aos benefícios, com uma rápida viabilidade econômica e de modo sustentável”, complementa Valadares.

O encontro contou com a presença de empresários, usuários dos portos baianos, do diretor-presidente da Codeba, Rondon Brandão do Vale, do diretor executivo da Usuport, Paulo Villa, e também de representantes da Associação Americana de Autoridades Portuárias, em transmissão via Skype, direto de Washington (EUA).

Ao ressaltar que o projeto já vem sendo estudado pela Prado Valladares há alguns anos, o presidente da ACB, Adary Oliveira, recordou de Romulo Almeida e o projeto do Polo Petroquímico de Camaçari que, antes da sua concretização, também foi objeto de longos períodos de maturação, antes de se transformar no maior vetor de desenvolvimento econômico da Bahia nas últimas décadas.

“Desta reunião, saímos todos com a esperança de que temos capacidade de realizar muito ainda. A ideia do Porto-Travessia foi apresentada aqui em 2014 e hoje pudemos perceber como o projeto avançou. A atenção da plateia é uma demonstração da abrangência do projeto”, comemorou Adary Oliveira.

 

Texto: Antônio Nykiel

Comentários

Equipe responsável

  • Maiara Chaves de Oliveira
    Secretária Executiva

    Maiza Almeida
    Secretária Executiva
  • www.acbahia.com.br
    presidencia@acbahia.com.br
    secretariadadiretoria@acbahia.com.br
    comissoestematicas@acbahia.com.br
    71 - 3242 4455
    71 - 99964 5725

Galeria de Fotos

  • Ops! Por hora não há galeria de fotos publicadas.
Outras Galerias

Vídeos

  • Ops! Por hora não há vídeos publicados.
Assistir todos