noticias

Prefeitura de Salvador lança programa de incentivo fiscal em evento na ACB

  • 12 de agosto de 2015 - 19:35

Em cerimônia na Associação Comercial da Bahia, na manhã desta quarta-feira, 12/08, o prefeito de Salvador ACM Neto assinou o Projeto de Lei que implementa o Programa de Incentivo ao Desenvolvimento Sustentável e Inovação (PIDI). O projeto que será agora encaminhado para a Câmara Municipal busca promover e fomentar o desenvolvimento urbano e econômico sustentável na capital baiana, com estímulo à recuperação de áreas degradadas da cidade, nas regiões do Comércio, Barra, Centro Histórico e Península de Itapagipe.

Ao fazer seu pronunciamento durante o evento que contou com muitas lideranças politicas e empresariais, o presidente da Associação Comercial Luiz Fernando Studart Ramos de Queiroz elogiou a iniciativa e declarou sentir-se honrado com a escolha do Palácio da ACB para o lançamento do Programa. “Tomamos esta atitude como um reconhecimento ao trabalho que esta entidade, a mais antiga do Brasil e das Américas, tem realizado ao longo dos seus 204 anos de existência, em favor da economia estadual e da nossa cidade”, disse o presidente.

“Podemos garantir a todos, pelo pequeno conhecimento que já temos do Programa, que ele está conforme o que há de mais moderno e exitoso nos países que adotam projetos semelhantes, como a Espanha, o Canadá e os Estados Unidos”, avaliou Luiz Fernando Queiroz.

Após assinar o documento, o prefeito falou para a plateia que o que norteou o PIDI foi o desejo de estimular as atividades econômicas para as quais Salvador tem vocação natural. “São áreas que, se bem conduzidas, com a presença dos poderes públicos, podem ter um efetivo impulso no seu crescimento, com benefícios para quem trabalha e para quem reside nestas regiões. O que buscamos é associar a presença de moradias com a geração de empregos permanentes”, declarou ACM Neto.

Como antecipou o gestor, a intenção é implementar o Programa de Incentivo ao Desenvolvimento Sustentável e Inovação ainda em 2015. “Um comitê gestor com critérios objetivos vai definir o percentual de incentivo tributário para os projetos, que pode chegar a até 50% do valor investido. Queremos que os empreendedores se sintam estimulados a aderir ao programa. É a partir da expansão da atividade econômica que vamos superar a crise”, acrescentou ACM Neto.

Ao explicar o PIDI, a secretária municipal de Desenvolvimento, Trabalho e Emprego (Sedes), Andrea Mendonça, disse que o Programa é fundamentado em dois pilares: inovação e sustentabilidade. “Vai ser um mix interessante de comércio e serviços nas áreas econômica, social e cultural, promovendo a utilização adequada dos espaços urbanos, com estímulo à recuperação e uso de sítios subutilizados, abandonados ou degradados. Como resultado, o programa vai gerar trabalho, renda e incremento de receitas tributárias no município”.

Comentários

Equipe responsável

  • Maiara Chaves de Oliveira
    Secretária Executiva

    Maiza Almeida
    Secretária Executiva
  • www.acbahia.com.br
    presidencia@acbahia.com.br
    secretariadadiretoria@acbahia.com.br
    comissoestematicas@acbahia.com.br
    71 - 3242 4455
    71 - 99964 5725

Galeria de Fotos

  • Ops! Por hora não há galeria de fotos publicadas.
Outras Galerias

Vídeos

  • Ops! Por hora não há vídeos publicados.
Assistir todos