home

Setor de franquias registra aumento de 10% no Nordeste

O crescimento no faturamento da região em 2017 foi de 4,3%, atingindo o patamar de R$ 22,5 bilhões

  • 18 de abril de 2018 - 11:03

Enquanto alguns segmentos registraram retração, um levantamento divulgado pela Associação Brasileira de Franchising (ABF) apontou que o número de franquias no Nordeste cresceu 10% no ano passado, na comparação com 2016. Atualmente, operam no mercado nordestino 645 marcas. O número de unidades também acompanha o ritmo de crescimento, tendo expandido cerca de 7%, totalizando 13.196 pontos de venda.

Na análise do diretor regional Nordeste da ABF, Leonardo Lamartine, os dados positivos demonstram que “os empreendedores estão buscando espaços fora do eixo Rio-São Paulo”. “A cada ano provamos que o Nordeste tem uma grande importância no sistema de franquias brasileiro”, destacou.

O crescimento no faturamento da região em 2017 foi de 4,3%, atingindo o patamar de R$ 22,5 bilhões. A maioria das redes nordestinas atua nos mercados de Saúde, Beleza e Bem-Estar (28,9%), Alimentação (25,7%) e Moda (12,5%).

E a expectativa é que os bons ventos continuem soprando. Para Lamartine, o Nordeste vai continuar crescendo, sobretudo por se tratar de uma região “com excelentes oportunidades para os diversos segmentos de franquias”.

A nível Brasil, todos os segmentos registraram crescimento, mas alguns lideraram a lista: Saúde, Beleza e Bem-Estar, Hotelaria e Turismo e Serviços e Outros Negócios. Ao final do ano haviam sido gerados quase 2 milhões de empregos diretos.

Inovação refletiu bons resultados

A performance positiva das redes, conforme analisa o presidente da ABF, Altino Cristofoletti Junior, está associada aos fundamentos do próprio franchising. “Os princípios básicos do sistema de franquias foram colocados à prova nesses três anos de recessão econômica. Foco em gestão, treinamento e em inovação refletiram em bons resultados para o franchising como um todo. O ano de 2017 foi de recuperação do setor, mesmo que lenta e gradativa, e a tendência é que cresça mais em 2018, dado o reaquecimento da economia brasileira”, afirmou.

O levantamento também apontou que as redes nacionais continuam avançando na internacionalização. No ano passado, a presença das marcas made in Brazil em outros países aumentou de 80 para 100 nações.

No período, 142 redes de franquias nacionais atuavam no exterior; 129 possuíam operações físicas em outros países e 18 redes exportavam ou distribuíam produtos em mercados estrangeiros. Os Estados Unidos é o país com maior número de operações físicas de marcas brasileiras (46), seguido do Paraguai e de Portugal, cada um com 34 operações.

Entre os segmentos mais internacionalizados, Moda lidera, com participação no exterior de 25,4%. Saúde, Beleza e Bem-Estar vêm em segundo lugar, com 16,9% e Alimentação em terceiro, com 15,5%.

Já com relação à presença das redes estrangeiras no Brasil, a pesquisa da ABF apurou que existem 200 marcas de 26 países atuando no País. Os Estados Unidos também lideram o quadro, com 40% de participação, em segundo lugar está Portugal (10,5%) e Argentina, em terceiro (7,0%).

Fonte: Jornal Tribuna da Bahia

Comentários

Equipe responsável

  • Maiara Chaves de Oliveira
    Secretária Executiva

    Maiza Almeida
    Secretária Executiva
  • www.acbahia.com.br
    presidencia@acbahia.com.br
    secretariadadiretoria@acbahia.com.br
    comissoestematicas@acbahia.com.br
    71 - 3242 4455
    71 - 99964 5725

Galeria de Fotos

  • Ops! Por hora não há galeria de fotos publicadas.
Outras Galerias

Vídeos

  • Ops! Por hora não há vídeos publicados.
Assistir todos